terça-feira, 23 de agosto de 2016

A trajetória humana e a brevidade da vida

Por João Paulo Souza

Deus criou e formou o primeiro casal para que vivesse para sempre. Adão e Eva não precisavam se preocupar com a brevidade da vida, porque não lhes passava pela mente essa realidade. Porém, num tétrico dia, após haverem pecado, iniciou-se o fenecimento de sua existência humana (Gênesis 2.16-17). Assim, homem e mulher experimentariam o inexorável envelhecimento do corpo e, posteriormente, a morte biológica – isso caso alguém não resolvesse interromper sua carreira natural (Gênesis 4.8).
Quando lemos o livro de Gênesis, ficamos sobremodo espantados com o tempo de vida de algumas pessoas. Por exemplo, a Escritura relata que vários homens viveram mais de 900 anos! São eles: Adão (930 anos), Sete (912 anos), Enos (905 anos), Cainã (910 anos), Jarede (962 anos), Matusalém (969 anos) e Nóe (950 anos). Sem dúvida, é quase inacreditável o tempo de vida desses homens sobre a Terra!
Todos os homens que viveram mais de 900 anos nasceram antes do dilúvio (Gênesis 5). Após a inundação de toda a Terra, das pessoas que vieram ao mundo, ninguém mais chegou a esse marco etário. Apenas alguns se aproximaram dos 500 anos (Arfaxade, Salá e Héber; cf. Gênesis 11). E, gradativamente, os seres humanos foram tendo o período de suas vidas encurtado, até chegarem à média de idade de 120 anos (Gênesis 6.3; cf. Gênesis 11), embora Abraão, Isaque e Jacó terem ultrapassado essa baliza etática (cf. Gênesis 25.7-8; 35.28; 47.28).
O Salmo 90.10 traz-nos uma informação interesse sobre a diminuição drástica da idade das pessoas. Moisés afirmou que os dias da vida humana de seu tempo foram de 70 anos ou, em havendo vigor, 80. Muito impactante esta declaração, não? Quase dez séculos após o início da história bíblica, Moisés escreveu essa oração (Bíblia de Estudo NVI, 2003)[1]. Como a trajetória etática humana declinou ao longo nos séculos!
Ainda no Salmo 90.10, Moisés diz que “tudo passa rapidamente, e nós voamos”. Tiago, corroborando Moisés, assevera que somos “como neblina que aparece por instante e logo se dissipa” (Tiago 4.14). Nesse sentido, o nosso tempo não está longe do de Moisés nem do de Tiago. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS)[2], a expectativa de vida de quem nasceu em 2012 entre as mulheres é de 73 anos; enquanto a dos homens é de 68.
Diante dessa verdade, como devemos agir? O que devemos fazer para conseguirmos cumprir a vontade de Deus e vivermos de forma satisfatória aqui na Terra? O próprio Moisés ensina-nos, por meio de sua oração ao Senhor: “Ensine-nos a contar os nossos dias e usar bem nosso pouco tempo para que o nosso coração alcance a sabedoria” (Salmo 90.12, Nova Bíblia Viva). Contar os dias fala-nos de um viver prudente, com sabedoria.
Indubitavelmente, devemos policiar o nosso tempo. Pensando nisto, estamos empenhando nosso tempo em que ou com quem? Com trivialidades? Exageramos no uso das redes sociais ou em jogos eletrônicos? O uso da internet está nos dominando, a ponto de só conseguirmos criar laços virtuais, em detrimento dos reais? E os estudos, como estão? E o trabalho? E o lazer?  E a família? E o principal: a vida com Deus?
Tomo emprestadas as palavras do apóstolo Paulo: “Tenham cuidado com a maneira que vocês vivem; que não seja como insensatos, mas como sábios, aproveitando ao máximo cada oportunidade, porque os dias são maus. Sejam sábios no procedimento para com os de fora; aproveitem ao máximo todas as oportunidades” (Efésios 5.15-16; Colossenses 4.5, Nova Versão Internacional).
Amados leitores, diante da brevidade de nossas vidas, orienta-nos as Escrituras Sagradas a aproveitarmos o nosso precioso tempo da melhor maneira possível: “Quer comais, quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para a glória de Deus” (1 Coríntios 10.31).
Portanto, empenhemos o nosso tempo para glorificarmos ao Senhor!
_________________________________
[1] Bíblia de Estudo NVI. São Paulo: Editora Vida, 2003.
[2] Expectativa de vida aumentou em média seis anos no mundo, diz OMS. Disponível em: <http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2014/05/expectativa-de-vida-aumentou-em-media-seis-anos-no-mundo-diz-oms.html>. Acessado em 10/08/16.
Artigo publicado no Gospel Prime.

Nenhum comentário: