quarta-feira, 30 de setembro de 2015

CARISMA E CARÁTER: QUESTÕES PRÁTICAS



Sansão casou com uma filisteia (Jz 14.1-9), coabitou com uma prostituta em Gaza (Jz 16.1-3) e se afeiçoou de Dalila (Jz 16.4), mas não perdeu a ação do Espírito que lhe dava forças, enquanto não teve o cabelo cortado.

Saul, rei reprovado por Deus, cheio de inveja e ódio contra Davi, juntamente com seus auxiliares profetizou (1 Sm 19.18-24).

Jesus afirmou ser possível profetizar, expulsar demônios, fazer milagres em seu nome, e mesmo assim não ser conhecido por ele como um crente salvo (Mt 7.15-23).

Na igreja em Corinto havia partidarismo (1 Co 1.10-17; 3.1-9), imoralidade sexual tolerada (5.1-5; 6.15-20), litígio entre irmãos (6.1-7), injustiças (6.8), idolatria (10.14-22), e apesar disso os dons manifestavam-se na igreja (12-14).

Conclusões óbvias:

A manifestação dos carismas (dons) não testificam a integridade de nosso caráter.

A manifestação dos dons na vida de um indivíduo em pecado não significa que Deus está aprovando a quebra dos princípios e fundamentos espirituais e morais estabelecidos nas Escrituras.

A manifestação abundante dos carismas numa igreja local não implica em que ela seja mais espiritual que outras por isso. É a maneira como a comunidade cristã vive em obediência a Deus que demonstra a verdadeira espiritualidade.

Há neste momento (e sempre houve) pastores, pregadores, mestres, profetas, cantores e irmãos em geral que se encontram em pecado espiritual e moral, e mesmo assim a manifestação do Espírito ainda é uma realidade em suas vidas e ministérios.

Não precisa ser um grande teólogo para perceber isso. Basta prestar atenção nas evidências bíblicas, na história e em nosso cotidiano.

Como isso é possível? Não vou me deter aqui em teologizar a questão, mas apenas em demonstrar as evidências dos fatos.

Em nome de Jesus, não se permita ser manipulado ou enganado por ninguém (nem engane a si mesmo) com base em fenômenos sobrenaturais, pregações inflamadas, profecias, variedade de línguas, curas, etc. Antes, observe o quanto o indivíduo ou a congregação (comunidade) é comprometid(o)a com a Bíblia.

Caráter e carisma precisam ser realidades presentes e indissociáveis em nossas vidas.



segunda-feira, 21 de setembro de 2015

UMA ABORDAGEM CIENTÍFICA SOBRE O VÍCIO E A CURA DA PORNOGRAFIA




Sabemos que o poder de Cristo é indispensável para a resolução do pecado na vida das pessoas (João 8.36). Essa verdade é ponto pacífico entre aqueles que experimentam a verdadeira vida cristã. No entanto, não devemos desprezar os conhecimentos científicos, pois, muitas vezes podem contribuir para a compreensão terrena de diversos problemas existenciais e auxiliar os seres humanos a terem uma vida mais saudável.

Para quem não sabe, segundo estudos na área da Neurociência, quem utiliza materiais pornográficos frequentemente, além poder desenvolver inúmeros problemas: ansiedade extrema, depressão, antissocialização, irritabilidade, cansaço frequente, procrastinação (deixar sempre os afazeres e as responsabilidades para depois), ejaculação retardada, impotência sexual (disfunção erétil induzida) etc.. As mulheres também podem ser afetadas pela pornografia!


Abaixo, você pode ler um texto introdutório sobre o problema da pornografia e acerca do método de "restauração do cérebro", contido no site Vício em Pornografia: Como Parar?. Ademais, poderá também baixar o livro "Vício em Pornografia: Como Parar?

"Com ênfase numa abordagem científica conhecida como “restauração do cérebro” (Reboot), este site tem a proposta de trazer informações emergenciais em português com os desafios, estudos e soluções encontradas ao redor do mundo por aqueles que enfrentaram na pele este problema e finalmente conseguiram se recuperar.
Para facilitar o entendimento de como isso tudo funciona, compilamos um Livro digital com o resumo do método e o disponibilizamos em formato PDF, assim como disponibilizamos os capítulos do livro neste site para quem quiser ler online.
No Livro explicamos passo a passo como funciona esse método sobre como parar com o vício em pornografia, bem como as reais causas desse fenômeno que tem levado uma geração inteira ao condicionamento pornográfico virtual.
Tudo o que você precisa saber sobre o método da restauração do cérebro (Reboot) e da experiência das pessoas que o experimentaram está no livro." (Veja neste link: Vício em Pornografia: Como Parar?).

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Receba o perdão de Deus, em nome de Jesus!


É verdade que, durante a nossa existência, cometemos muitos erros. E quando entendemos que esses erros são pecados contra Deus, descobrimos e revelamos ao mundo o senso ou a realidade de que existe uma consciência espiritual. Esse fato é fundamental para irmos ao encontro do Criador.

No mundo, existem muitas pessoas que tiveram boas experiências com Deus. Elas partilharam momentos graciosos na presença do Senhor ou até quiseram conhecê-lo mais profundamente. Porém, ao resvalarem por certas encostas existenciais, nunca ousaram crer piamente no pleno perdão do Eterno. Esses seres humanos estão decepcionados consigo mesmos ou não conseguem abraçar confiantemente o poder do sangue de Cristo.

Como vencer esse dilema da vida? Como lidar com as acusações implacáveis da própria consciência? Parece-nos difícil, não? Sim, alguém dirá. Mas se observarmos e crermos verdadeiramente no que as Escrituras nos dizem, poderemos ser libertos desses juízos terríveis. Escutemos o que a Bíblia nos diz:

Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça... Filhinhos meus, estás coisas vos escrevo para que não pequeis. Se, todavia, alguém pecar, temos Advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo; e ele é a propiciação pelos nossos pecados e não somente pelos nossos próprios, mas ainda pelos do mundo inteiro (1 João 1.9; 2.1-2, grifo nosso).

Amado (a) leitor (a), não se esqueça disso: "se o nosso coração nos acusar, certamente, Deus é maior do que o nosso coração e conhece todas as coisas" (1 João 3.20, grifo nosso). Receba o perdão de Deus, em nome de Jesus!

João Paulo Souza