quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

O valor de uma escolha (sermão)

Por Everton José Santos Paula



TEXTO: JOÃO 19.17-18

" Tomaram eles, pois, a Jesus ; e ele próprio, carregando a sua cruz, saiu para o lugar chamado Calvário, Gólgota em hebraico, onde o crucificaram e com ele outros dois, um de cada lado, e Jesus no meio".

INTRODUÇÃO:

Sinto-me muito honrado nesta noite por está aqui com todos vocês.Esta é a primeira vez que somos escalados para este grandioso trabalho. Considero Culto de Pregação como uma escola de profeta. Aqui Deus forma pregadores para a sua seara. Lembro-me que a primeira vez que fui escalado para um culto, o nervosismo era tamanho. Senti uma alegria nas pernas, dizia coisa com coisa e por fim terminei orando por não saber o que fazer. Passados todos estes anos percebo que ainda hoje tenho sentimentos parecidos não consigo assumir tal responsabilidade sem temor no coração, pois o peso e a responsabilidade são  muito grandes. Falar ao um povo sábio e entendido  como é o povo de Deus requer  acima de tudo a ajuda do Espírito Santo. Tenho que fazer igual ao apostolo Paulo quando pedia oração aos Efésios usando  as seguintes palavras: "E por mim; para que me seja dada, no abrir de minha boca, a palavra com confiança, para fazer notório o Mistério do Evangelho" . (Efésios 6.19).

Quero debaixo da orientação do Espírito de Deus, vos trazer uma palavra subordinada ao seguinte tema: O VALOR DE UMA ESCOLHA.

Qual o valor de uma escolha? Talvez não conseguimos mensurar o  valor de  uma escolha porque ela parece ser algo muito comum entre nós. E não atentamos para isso.

De acordo com os melhores dicionários  da língua portuguesa,  ESCOLHER é PREFERÊNCIA QUE SE DÁ A ALGUMA COISA QUE SE ENCONTRA ENTRE OUTRAS. Escolher significa saber lidar com perdas, pois quando se escolhe uma coisa, perde-se a oportunidade de conhecer as outras opções naquele momento. Portanto, quanto mais difícil for lidar com perdas, mais difícil será escolher.

Algumas coisas em nossa vida escolhemos, outras não.Por exemplo, você escolheu mesmo que inconscientemente está aqui. Você escolheu entre várias outras opções está aqui. Você poderia ter ido a um shopping nesta noite, desfrutar das Promoções da Sexta Feira Negra ( a Black Friday), mas entre estas e outras, você preferiu está aqui me ouvindo. Como me sinto honrado com isto! E Deus muito mais! Isto indica que em sua vida Ele é preferência. E como tal a recompensa é certa.

Existe algumas coisas que Deus não nos permitiu escolher: A família que iríamos nascer, a cor da nossa pele, rico ou pobre, nossos parentes e etc. Imagine a confusão que seria se fosse dado a nós este privilégio. Ninguém nasceria negro, pobre e numa família complicada e problemática como a nossa. A Rainha da Inglaterra, Elizabete teria muitos filhos e a herança quando fosse dividida (nossa!), não sobraria nada para ninguém. Eu glorifico a Deus que fez tudo perfeito e nos seus conformes. A sua sabedoria  e entendimento é multiforme.

Percebam que tudo na vida gira e permeia em torno de escolhas. E tudo que outrora escolhemos apontam para o que hoje nós somos, seja na vida profissional, espiritual, financeira e amorosa. Todas elas são repletas de consequências que podem ser boas ou ruins. Por isso que Jó 34.4, nos diz assim: " O que é direito escolhamos para nós; conheçamos entre nós o que é bom ".Este é um conselho do Todo Poderoso através de suas Sagradas Letras. Escolher requer observância e cuidado. Existem três maneiras de lidarmos com as nossas escolhas:

1) ESCOLHA IRRESPONSÁVEL

Nossos primeiros pais, Adão e Eva ilustram perfeitamente este tipo de escolha. Desde o inicio da criação até os nossos dias, sempre o Senhor permitiu que os homens pudessem escolher  o melhor. Eva e Adão viviam em um lugar de delícias. No Jardim do Éden, eles desfrutavam de uma plenitude inigualável de comunhão com Deus, vida eterna, amor perfeito e uma diversidade de frutos comestíveis.

Ambos estavam em uma perfeita plenitude espiritual e material. Qualquer que fosse a fruta que desejassem se alimentar, lá estava.Sem preço nem trabalho. Eles, se almejassem comer uma jaca, uma graviola, uma framboesa, um pêssego, tudo estava à sua disposição. Só era colher e comer. Contudo , diante de toda aquela abundância de frutas comestíveis, existia uma proibida. A Árvore do Conhecimento do Bem e do Mal. Nesta árvore, estava a maior prova que o homem teve nos seus primeiros dias na Terra. A Prova Da ESCOLHA.  Por meio dela, o Senhor Deus colocava diante de ambos o direito de Escolher. Era o Livre Arbítrio. As orientações foram dadas a Adão e, sem duvida, repassadas a Eva. Disse o Senhor Deus: " E o Senhor Deus lhe deu esta ordem: De toda árvore do jardim comerás livremente, mas da árvore do conhecimento do bem e do mal não comerás; porque , no dia em que dela comeres, certamente morrerás " ( Genesis 2. 15 ao 17).

Eles foram orientados a não comerem, porém escolheram errado. Entre obedecer e desobedecer, escolheram a segunda opção. Não sabiam eles que a sua Escolha Irresponsável lhe traria as mais drásticas consequências para os seus filhos e descendentes. Toda a humanidade sofre as conseqüências de nossos pais. Paulo nos afirma em Romanos 5.12: " Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram". "Porque, como pela desobediência de um só homem, muitos se tornaram pecadores, assim também, por meio da obediência de um só, muitos se tornarão justos. (Romanos 6.19).

Esta dramática escolha nos fez pecadores por natureza. Fomos afetados pela má escolha de nossos pais. Vejam como é importante uma boa escolha. Escolher requer uma analise pormenorizada. Tem que se pensar e vislumbrar o futuro, pois, senão poderá prejudicar pessoas nossas. As vezes, é preciso pensar nas pessoas ao nosso lado.

2) ESCOLHA EGOÍSTA

Deus tinha abençoado a Abrão com muita fazenda, gados e riquezas e consequentemente a Ló, seu sobrinho. Porém esta prosperidade foi a causa de um problema entre os pastores de Abraão e os de Ló. Eles contendiam acerca  das pastagens para os gados. Era necessário resolver de uma vez por todas. A solução estava na separação entre eles, visando, assim, apaziguar a contenda.

Abraão propôs o direito de Ló ESCOLHER: " ( Genesis 13.8-13) : " E disse Abrão a Ló: Não haja contenda entre mim e ti e entre os meus pastores e os teus pastores, por que somos parentes chegados. Acaso não está diante de ti toda a Terra. Peço-te que te apartes de mim; se fores para a esquerda, irei para direita; se fores para a direita irei para a esquerda. Levantou Ló os olhos e viu toda a campina do Jordão, que era toda bem regada( antes de haver o Senhor destruido Sodoma e Gomorra), como o jardim do Senhor, como a tera do Egito como quem vai para Zoar. Então Ló ESCOLHEU para si toda a campina do Jordão e partiu para o Oriente. separando-se um do outro."

Vimos aqui dois homens de Deus que para apaziguarem seus pastores se separaram. Tiveram que ESCOLHER  uma das opções. Ló cresceu os olhos ao ver as campinas do Jordão. Enxergou somente as vantagens apresentadas pela terra cheia de pastos para as suas ovelhas e gados. Uma ESCOLHA EGOISTA e carnal. Nós não somos muito diferentes de Ló. Quantas vezes não escolhemos algo egoisticamente? Quantos pais de família não abandonam o lar, seus filhos e coisas tão certas vislumbrando vantagens, promoções? Quantas vezes fazemos como Elimeleque e Noemi, escolhendo sair da nossa casa de pão e, de repente, a catástrofe nos sobrevém. Nem sempre as vantagens aparentes são permanentes. Ló amargou profundamente a sua ESCOLHA EGOÍSTA. Todos conhecemos a história e o destino daquele povo ímpio, mau e grandes pecadores que eram os habitantes de Sodoma e Gomorra. Seu nível de perversidade e pecado foi tão grande que a única alternativa que Deus encontrou foi destruir estas cidades com fogo e enxofre por conta da promiscuidade existente lá. Pedro nos revela todo o sofrimento enfrentado por Ló. Ele afligia a sua alma todos os dias devido ao procedimento libertino daqueles homens. Ele vivia aflito como o que via e ouvia dentro daquelas cidades. Tudo isto por causa de uma ESCOLHA MAU FEITA E EGOÍSTA EM SUA VIDA. Em  2 Pedro 2. 7-8, está escrito: "E livrou o justo Ló, afligido pelo procedimento libertino daqueles insubordinados (porque este justo, pelo que via e ouvia quando habitava entre eles, atormentava a sua alma justa, cada dia, por causa das obras iníquas daqueles)".

Entendo com esta narrativa que um justo, como foi Ló, pode sofrer prejuízos em razão de suas escolhas erradas. Talvez nesta noite você esteja amargando algo por conta de uma má escolha que fez em sua vida. Nas nossas vidas incorremos no risco de ESCOLHERMOS ERRADO, porém existem as consequências desta  escolha. Ló foi com sua esposa para lá e o  resultado foi terrível. Sua esposa se envolveu tanto com a vida e o pecado da cidade que olhou para trás com saudade do lugar e tornou-se uma estátua de sal. Suas filhas viviam na mesma situação, chegando ao ponto de, ao fugirem de lá, embebedarem seu pai e cometerem incesto com ele (Gênesis 19.33-36).

Sim, podemos cometer erros em nossas escolhas. Precisamos dá mais valor a nossas escolhas. Esquadrinhando-as direitinho. As vezes, o Senhor Jesus  nos permite decidir errado para que através desta preferência venhamos a aprender uma lição. Ló aprendeu, depois de haver escolhido. Assim sendo, nada é mais maravilhoso quando um homem consegue enxergar antes que decisões ruins sejam tomadas. A exemplo do Filho Pródigo. Ele fez uma escolha errada em sair da casa de seu pai, mas teve uma escolha resoluta.

3) ESCOLHA RESOLUTA

O rapaz muito jovem e inexperiente. Decide aventurar a sua vida longe de seu Pai. Representação do Próprio Deus. Obstinado prefere abandonar o aconchego e o amor de seu pai por uma vida dissoluta. Ele queria aventurar em terra distantes. Pediu sua herança ao pai. Ele não tinha direito algum. O pai não interviu na sua decisão e dissolução. O conforto, amor e  aconchego nada daquilo era bom aos seus olhos. A melhor escolha para ele era sair de casa. Só existe duas opções: Escolher bem ou mau. É preciso ser resoluto a fim de enxergar dentre as opções a melhor ESCOLHA.
É exatamente isto que vemos ao olharmos para o Golgota. Lá estava três homens dependurado em uma cruz. O do meio era o nosso Salvador, ao seu lado, direito e  esquerdo, dois homens malfeitores.Que poderiam até queixasse de em sua vida não terem opções de ESCOLHAS. Talvez eles não puderam escolher nascer numa família abastarda, ter tido uma boa educação ao lado de um sumo sacerdote, serem filhos de um Publicano, terem nascido no palácio real  como herdeiro e sucesso do Rei  Herodes, talvez não tiveram opção entre escolher conviver   ou não longe da criminalidade existente na época. Eram produtos do meio em que viviam. Quem sabe, ambos tinham razões para tal infortúnio em sua vida. Se alguém lhe perguntasse porque viviam nesta vida, eles poderia responder que não tinham escolha. Sua vida era aquilo mesmo. Mas tudo poderia mudar em sua vida. No Calvário Deus estava lhes dando o maior presente que poderia receber: O PRESENTE DA ESCOLHA.

Você já parou pra pensar, porque Jesus estava no meio dos dois. Não poderia ele ficar do lado esquerdo ou direito. Por que, então no meio.  Por que Jesus não foi crucificado sozinho. Por que Deus lhes estava proporcionando o presente e o direito a sua ULTIMA ESCOLHA. Suas vidas poderiam ser totalmente mudadas ou acabadas a partir daquele momento.

Eles enfrentaram o maior castigo da época - a crucificação. Era a pena mais cruel que um homem poderia enfrentar. E Cristo para lhes proporcionar o direito de ESCOLHA  entre uma mudança de vida ou não. Subiu ao madeiro e em uma atitude altruísta os posicionou em mesma posição e privilegio.

Jesus no meio os pôs em mesmo grau de oportunidade. Ambos podiam ver o Cristo Crucificado. E enxergar muito além de apenas um homem ensangüentado. Era a sua melhor ESCOLHA A FAZER. De inicio, a reação deles foi a mesma. Eles injuriavam de igual modo. Estavam nas mesmas condições. Diziam as mesmas coisas. Repetiam o que os homens cegos falavam sobre Jesus: " E os mesmos impropérios lhe diziam também os ladrões que haviam sido crucificados com ele" . ( Mateus 27.44).

Houve um mudança de atitude. Um dos ladrões viu ao Senhor na Cruz de forma diferente. Eles estavam destinados a mesma condenação. Mas mesmo diante de todo o vexame, o sofrimento, agonia, dor, desespero. Ele entendeu que Jesus no meio deles estavam ali a lhes oferecer a ultima ESCOLHA DA VIDA DELES.  É como se Jesus estivesse a falar: " Há se você conhecesse o que lhes estou proporcionando! Eis que ofereço a vocês o  direito de escolher! Um escolheu a melhor parte, decidiu mudar de atitude. Deu preferência ao ARREPENDIMENTO. Estas foram as palavras que demonstrava tal atitude: " Um dos malfeitores crucificados blasfemava contra ele, dizendo: Não és tu o Cristo. Salva-te a ti mesmo e a nós também. Respondendo-lhe , porém, o outro, repreendeu-o, dizendo: Nem ao menos temes a Deus, estando sob igual sentença. Nós, na verdade, com justiça, porque recebemos o castigo que os nossos atos merecem; mas este nenhum mal fez. E acrescentou: Jesus, lembra-te de mim quando vieres no teu reino. Jesus lhe respondeu: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no paraíso ( Lucas 23.39-43).

CONCLUSÃO:
Quero concluir nesta noite. Você irmão, amigo e ouvinte,  que tem tomado tantas escolhas erradas na sua vida. Que por estas ESCOLHAS surgiram tantos problemas e prejuízos para você. Escolhas que quase levou ao termino da  sua vida. O filho prodigo também fez o mesmo.Escolheu errado, passou fome, perigos de morte, mas quando ele se viu em apuros e sem condições nenhuma de se reaver sua vida. "Então, caindo  em si,  disse : Quantos trabalhadores de meu pai tem pão com fartura, e eu aqui morro de fome!! Levantar-me-ei, e irei ter com o meu pai, e lhe direi: Pai pequei contra o céu e diante de ti; já não sou digno de ser chamado teu filho; trata-me como um dos teus trabalhadores (Lucas 15.17-19) ". Ele escolheu voltar para a casa do Pai. E o seu pai dia a dia tinha esperança que ele voltaria. Assim também Deus quer agir com você nesta noite. Ele disse em sua palavra : " Eis que ponho diante de vós dois caminhos: o da morte e o caminho da vida, escolhes, pois o da vida para que vivais. Siga o exemplo do Filho Prodigo e volte ao seu Lá, pois o Pai te espera. Ele não lançará em seu rosto nada daquilo que você fez. Você será aceito. Ele te ama. Almeja seu retorno neste momento. E você cuja vida se assemelha a daquele ladrão da cruz. Uma vida carregada de crimes e maldades. Assim como o Senhor ofereceu a ambos mais uma oportunidade , ele também faz o mesmo com você. Venha nesta noite entregar a sua vida a Cristo. Ele deseja restaurar tua vida e fazer você uma nova criatura. Perdoar todo o teu pecado, mudar a sua vida , uma nova Criatura. O convite está sendo franqueado para você. Jesus disse em Apocalipse 3.20: " Eis que estou a porta e bato, se alguém ouvi a minha voz e abri a porta entrarei em sua Casa, cearei como ele e ele comigo" . Você irá valorizar ou desprezará a oportunidade de escolher o melhor para você. Lembro-me de um fato, por demais triste,  ocorrido a anos atrás em uma de nossas congregações da Região Metropolitana do Recife: Ano de 1995, Igreja Assembléia de Deus em Cavaleiro, hoje conhecida como Cavaleiro 1. Um domingo. Igreja repleta. O nosso  Pastor José Leôncio Da Silva( em saudosa memória), estava presente naquele culto. Que foi se processando como costumeiramente. O coral, o conjunto, a união de adolescente cantavam alegres. Foi feita a apresentação dos visitantes. E entre os presentes estavam um filho de um das irmãs da congregação. Jovem que outrora freqüentava a igreja, mas devido aos prazeres do mundo saiu da igreja e enveredou pelo mundo do crime. O preletor da noite trouxe a mensagem e insistiu no convite. Ninguém aceitou. Foi quando o Pastor José Leôncio pegou o microfone, continuando o convite. Ele animado como sempre era. Cheio do Espírito Santo, falou algo muito forte. Ele disse que Deus estava dizendo a ele para dizer para alguém que estava ali no culto que aquela era a Ultima oportunidade que ele teria. E ele  insistiu muito para aquele jovem voltasse a casa do Pai. Sem contudo, obter resultado positivo. Para a nossa tristeza, o culto acaba ele impetra a benção pastoral e todos vão para as suas casas. E neste intróito, lá fora estavam alguns malfeitores, esperando qual seria a atitude daquele rapaz. E ao sair pegaram nos seus braços e o executaram próximo a Congregação. Que triste ter que dizer isto nesta noite, mas menos queridos ouvintes. Quem sabe Deus esteja lhes dando oportunidades a tanto tempo você tem endurecido seu coração rejeitando a oportunidade. Não resista a voz de Deus. O livro de Hebreus nos diz assim: " Hoje se ouvires a voz do teu Deus não endureças o vosso coração como na provocação no deserto". Com a permissão do Presbítero quero lançar o convite nesta noite, venha a Cristo!

Nenhum comentário: