terça-feira, 29 de julho de 2014

Abrir a mão ao necessitado


"Se houver algum israelita em qualquer das cidades da terra que o SENHOR, o seu Deus, lhes está dando, não endureçam o coração, nem fechem a mão para com o seu irmão pobre" (Deuteronômio 15.7).

A despeito de Deuteronômio 15.7 está relacionado ao povo de Israel especificamente, o princípio contido nele não se tornou obsoleto na Nova Aliança. O próprio Jesus deixou-nos o exemplo de solidariedade e misericórdia: "Jesus tomou os pães e, tendo dado graças, distribui-os entre eles [uma multidão faminta e cansada]; e também igualmente os peixes, quanto queriam" (João 6.11, grifo meu).

Assim como Jesus, devemos ajudar a quem precisa. Por isso, sempre recordemos "as palavras do próprio Senhor Jesus: Mais bem-aventurado é dar que receber" (Atos 20.35).

João Paulo M. de Souza 

Nenhum comentário: