terça-feira, 12 de março de 2013

Quando cair o teu inimigo...


Por ser humano, é natural que, em certas ocasiões, sobretudo nas que é prejudicado por outrem, o crente fique chateado e, consequentemente, suscetível a pecar. Muitas vezes, além de ficarem aborrecidos, alguns irmãos dão lugar ao velho homem (Rm 6.6). E este, por sinal, não é nada agradável. Então, como devemos agir ou o que cabe-nos fazer mediante alguma perda de nossa parte?

Em Provérbios 24.17, a Bíblia diz-nos algo sobre como devemos agir em situações em que sofremos algum tipo de prejuízo causado por outrem. No versículo citado está escrito assim: "Quando cair o teu inimigo, não te alegres, e não se regozije o teu coração quando ele tropeçar". Logo, podemos entender, a partir desse conselho, que o cristão peca, caso se alegre com a desventura alheia.

Jesus foi enfático, quando admoestou seus discípulos sobre o verdadeiro amor: "Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem" (Mt 5.44). Por que o Mestre disse isso? "Para que sejais filhos do Pai que está nos céus" (Mt 5.45).

No Senhor,

João Paulo M. de Souza

Nenhum comentário: