quinta-feira, 21 de março de 2013

Para a sociedade sem Deus, o errado é tido por certo e o certo, por errado. Mas Deus está vendo...


Não é de hoje que Deus luta contra as mazelas provenientes da natureza decaída do homem (Gn 3; 6.5-7; Rm 5.12). A Bíblia diz que o Senhor "fez o homem reto, mas ele [homem] se meteu em muitas astúcias" (Ec 7.29, ARA, ênfase minha). Assim, fica bem claro o porquê de muitas pessoas procurarem os seus próprios caminhos, em vez de, humildemente, aceitarem a vontade divina (Is 5.20; Mt 19.16-22).

Ao ler as notícias do dia a dia social de nossos tempos, não é difícil encontrar, explicitamente, a decadência da moral nas pessoas, sobretudo entre aquelas que são famosas. Hoje, para muitos, os valores éticos e morais já foram pro espaço. "O que vale mesmo é o que eu penso e faço, não importam as consequências", declaram os incautos. Faz-me lembrar o Salmo 53.1: "Disse o néscio no seu coração: Não há Deus".

Deus, apesar de "banido" desses corações ignorantes, continua "assentado sobre um alto e sublime trono" (Is 6.1). Esses ignaros nem imaginam o que lhes aguarda (Rm 1.18), enquanto, desapercebidos, tripudiam contra os genuínos valores humanos - ao mal, chamam bem; e, ao bem, mal (Is 5.20).

Enquanto a algazarra ostensiva dos pervertidos vê-se e ouvi-se em lugares específicos e públicos, o juízo divino - que tanto é escarnecido pelos abomináveis -, silente, aguarda o momento certo para entrar em cena (Rm 1). Portanto, quem está na lama do pecado e não quer sair dela, suje-se mais e mais; porém, quem se asseia, busque ainda mais purificação, porque sem esta ninguém verá a Deus (Hb 12.14).

Em Cristo,

João Paulo M. de Souza

Nenhum comentário: