segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Quem disse que Deus acoita quem esconde pecados ocultos?


"O que encobre as suas transgressões nunca prosperará; mas o que as confessa e deixa, alcançará misericórdia" (Pv 28.13).

Quem vive pecando, não adianta apenas ficar pensando na incompreensão alheia ou apenas ter a consciência de que está errado, mas deve, urgentemente, confessar o seu pecado a Deus - e, se for o caso, às devidas autoridades espirituais estabelecidas por Deus nas igrejas - e abandonar suas práticas sujas. 

Duas verdades incontestáveis: uma coisa é ter ciência de que o que se está praticando é incorreto; outra coisa, bem mais profunda do que a primeira, é ter consciência do erro, confessá-lo e, posteriormente, abandoná-lo: "o que as [transgressões] confessa e deixa, alcançará misericórdia" (Pv 28.13, grifo meu).

Viver dentro da igreja escondendo pecado (s) oculto(s) é suicídio espiritual, isto é, quem o (s) esconde mata-se a si mesmo. E, para esse tipo de crente, caso não se arrependa e deixe a vida de iniquidade, não há outra expectação, senão um fim trágico, de dor e angústias eternas: "Porque do céu se manifesta a ira de Deus sobre toda impiedade e injustiça dos homens que detêm a verdade em injustiça" (Rm 1.19). Leia Romanos 1.19-32.

Deus é Santo, e como tal não suporta pecado (Is 6.3). Por que Cristo exclamou na cruz: "Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste" (Mc 15.34)? Porventura, não foi por conta de, naquele momento, Jesus, que nunca pecou, ter sido "feito" pecado por nós, isto é,  ter recebido todos os nossos pecados de uma vez (2 Co 5.21)?

Reitero: pecado deve ser confessado e deixado, para que a inefável misericórdia do Senhor repouse sobre a vida confitente  (Pv 28.13).

João Paulo M. de Souza

Um comentário:

Antonio Batalha disse...

Há um bom tempo que não visitava seu blog, e hoje ao passar vi seu blog e vim fazer uma visita para ver como estava e o que escreveu, vi alguns texto, o que muito me alegrou, e vim também deixar minhas saudações. Desejo que continue a dar-nos bons textos e também que goze de boa saúde, fique na paz.
António.
Ps. Meu blog é o Peregrino E Servo.