quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Palavras inefáveis: "não me é permitido contá-las"


O que significa o termo "inefável"? Porventura, não nos remete a algo "que não se pode nomear ou descrever em razão de sua natureza, força, beleza" (Houaiss)? Pelo que podemos apreender dessa significação, qualquer que seja o idioma empregado, jamais poderemos anatomizar por completo o sentido legítimo desse vocábulo em 2 Coríntios 12.4. Ora, quando nos referimos ao Céu, embrenhamo-nos nas densas e misteriosas florestas da inefabilidade.

"Conheço um homem em Cristo que, há catorze anos (se no corpo, não sei; se fora do corpo, não sei; Deus o sabe), foi arrebatado até ao terceiro céu... foi arrebatado ao paraíso e ouviu palavras inefáveis, de que ao homem não é lícito falar" (2 Co 12.2-4).


João Paulo M. de Souza

Nenhum comentário: