domingo, 10 de junho de 2012

Não murmureis, porque Deus mandará água



"Depois, toda a congregação dos filhos de Israel partiu do deserto de Sim pelas suas jornadas, segundo o mandamento do SENHOR, e acampou em Refidim; e não havia ali água para o povo beber. Então, contendeu o povo com Moisés, e disse: Dá-nos água para beber. E Moisés lhes disse: Por que contendeis comigo? Por que tentais ao SENHOR?

Tendo, pois, ali o povo sede de água, o povo murmurou contra Moisés, e disse: Por que nos fizeste subir do Egito, para nos matares de sede, a nós e aos nossos filhos, e ao nosso gado? E clamou Moisés ao SENHOR, dizendo: Que farei a este povo? Daqui a pouco me apedrejará. Então, disse o SENHOR a Moisés: Passa diante do povo, e toma contigo alguns dos anciãos de Israel; e toma na tua mão a tua vara, com que feriste o rio, e vai. Eis que eu estarei ali diante de ti sobre a rocha, em Horebe, e tu ferirás a rocha, e dela sairão águas e o povo beberá. E Moisés assim o fez, diante dos olhos dos anciãos de Israel. E chamou àquele lugar Massá e Meribá, por causa da contenda dos filhos de Israel, e porque tentaram ao SENHOR, dizendo: Está o SENHOR no meio de nós, ou não?" (Ex 17.1-7).

Assim como Israel, somos tentados frequentemente a murmurar... E, infelizmente, muitas vezes falamos o que não devemos. No entanto, em vez de apontarmos alguém ou alguma coisa, carecemos de estarmos em dia com Deus e seus mandamentos: "Se me amardes, guardareis os meus mandamentos" (Jo 14.15). Dessa forma, Ele mandar-nos-á água cristalina da Rocha, que é Jesus (Mt 7.24-27)!

No Senhor,

João Paulo M. de Souza

Nenhum comentário: