quinta-feira, 21 de junho de 2012

"Falou... o SENHOR ao peixe, e ele vomitou a Jonas na terra"


Em qualquer lugar, e a qualquer hora, o Senhor está a postos para ouvir e atender - segundo a Sua vontade (1 Jo 5.14, 15) - as orações  que lhe são feitas por seus filhos (Sl 94.9; Jo 1.12). Para os genuínos servos de Deus, em todo tempo, isto serve de consolação: "Agora, estarão abertos os meus olhos e atentos os meus ouvidos à oração deste lugar" (2 Cr 7.15; Jn 2).

Mesmo estando no ventre de um grande peixe, Jonas, humildemente, orou a Deus e disse: "Na minha angústia, clamei ao SENHOR, e ele me respondeu; do ventre do inferno [hb. sheol] gritei, e tu ouviste a minha voz" (Jn 2.2). Depois continuou: "Quando desfalecia em mim a minha alma, eu me lembrei do SENHOR; e entrou a ti a minha oração, no templo da tua santidade" (Jn 2.9).

Quem sabe você, caro (a) leitor (a), esteja no "ventre de um grande peixe"... Quero dizer-te que, apesar das grandes aflições, clame a Deus, como o fez o profeta Jonas (Jn 2.1-7). Porque, no fim de tudo, o Senhor dará ordens ao "grande peixe": "Falou, pois, o SENHOR ao peixe, e ele vomitou a Jonas na terra" (Jn 2.10). Nada foge ao controle Dele (Gn 1.1)

No Senhor,

João Paulo M. de Souza

Nenhum comentário: