domingo, 20 de maio de 2012

A inexorabilidade do envelhecimento humano e a imutabilidade e eternidade da Palavra de Deus

"Porque toda carne [seres humanos] é como erva, e toda a glória [grandeza] do homem, como a flor da erva. Secou-se a erva, e caiu a sua flor; mas a palavra do Senhor permanece para sempre" (1 Pe 1.24, 25, grifo nosso).

No Senhor,

João Paulo M. de Souza

Nenhum comentário: