sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

O salário do pecado e o dom gratuito de Deus

Em Romanos 6.23, as Escrituras falam sobre duas realidades incontestáveis e inequívocas: "Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus, nosso Senhor". 

Tendo o esclarecimento do Santo Livro, não podemos descrer da existência desse mal: "Pelo que, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens" (Rm 5.12). Aqui, é importante ressaltar que a morte só encontrou uma "brecha" para invadir a vida do homem porque este "trabalhou" para o pecado, recebendo, assim, o seu inevitável salário (Gn 3; Rm 6.23).

Apesar de haver recebido a recompensa para o seu delito (Gn 2.17), o homem, mesmo sem merecer, pôde receber uma gloriosa promessa (Gn 3.15). Esta promissão alcançou o seu apogeu: "Vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou o seu Filho... para remir os que estavam debaixo da lei" (Gl4.4, 5). O mesmo Senhor deu-lhes o direito de, além de terem os pecados apagados (At 3.19), serem feitos filhos de Deus (Jo 1.12).

Diante do exposto, resta-nos atentarmos "para uma tão grande salvação, a qual, começando a ser anunciada pelo Senhor, foi-nos confirmada" (Hb 2.3).

Em Cristo,

João Paulo M. de Souza

Nenhum comentário: