terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

A contemporaneidade do batismo com o Espírito Santo e com fogo

"E João testificou, dizendo: Eu vi o Espírito descer do céu como uma pomba e repousar sobre ele. E eu não o conhecia, mas o que me mandou batizar com água, esse me disse: Sobre aquele que vires descer o Espírito e sobre ele repousar, esse é o que batiza com o Espírito Santo. E eu vi e tenho testificado que este é o Filho de Deus" (Jo 1.32-34).

Ainda que alguns céticos queiram contraditar a realidade do batismo no Espírito, a Bíblia, a História da Igreja e a experiência mostram e provam o contrário: "... cada um de vós [os judeus] seja batizado em nome de Jesus Cristo para perdão dos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo. Porque a promessa vos diz respeito a vós, a vossos filhos e a todos os que estão longe: a tantos quantos Deus, nosso Senhor, chamar" (At 2.38, 39, grifo meu).

As Escrituras deixam bem claro de que a Igreja Primitiva cria piamente no revestimento de poder. Vários exemplos comprobatórios são, facilmente, observados nas páginas bíblicas (At 2, 6, 7, 8, 9, 10). A despeito de eu ter citado estas referências bíblicas, ainda existe um sem-número de outras que podem testificar com a mesma possança.

Além disso, ao longo do tempo, inúmeros teólogos pentecostais puderam  testificar do poder do Santo Espírito em suas vidas, tais como: Gordon Fee, Stanley M. Horton, Charles Finney, Myer Pearlman, entre outros.  

"A promessa não era apenas para os judeus de Jerusalém, e para os seus descendentes, mas também a todos os que estão longe (39), ou seja, os gentios, definidos também  como tantos quantos Deus, nosso Senhor, chamar. Esta expressão deve ser interpretada à luz do versículo 21 - "todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo", ou seja, a promessa é feita a todos aqueles que responderam ao chamado de Deus" (Comentário Bíblico Beacon, volume 7, CPAD, p. 225).

Não encontramos, sobretudo nas Escrituras Sagradas, motivo algum para descrermos na atualidade do batismo "com" ou "no" Espírito Santo, mas, exatamente o contrário: "E, impondo-lhes Paulo as mãos, veio sobre eles o Espírito Santo; e falavam línguas e profetizavam" (At 19.6). "Quem crê... como diz a Escritura, rios de água viva correrão do seu ventre" (Jo 7.38).

Outra coisa: lembremo-nos de que o dom do Espírito é ministrado por Jesus (Jo 1.32-34; Mt 3.11; Lc 3.16), e após a conversão do candidato (At 8.1-8, 14-17; 19.1-6). 

Batizado no Espírito Santo,

Jão Paulo M. de Souza 

Nenhum comentário: