quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Deus é Soberano, Eterno e Sabe todas as coisas

Quantas vezes não tentamos dirigir os nossos próprios caminhos? Quantas não foram as ocasiões em que acreditamos estar andando na direção certa? Porém, num certo trecho da nossa jornada, Deus se colocou no caminho e disse que estávamos precipitados. Depois disso, sentimos tristeza, cansaço e decepção... e achamos que o Senhor estava totalmente errado quando se intrometeu.

O Livro Sagrado diz que tudo tem o seu tempo determinado para acontecer (Ec 3.1). Também diz que "do homem são as preparações do coração, mas do SENHOR, a resposta da boca" (Pv 16.1). Diante dessas verdades, Deus fala confiantemente: "Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos, os meus caminhos, diz o SENHOR" (Is 55.8). 

Não sei o que está acontecendo em sua vida, meu (minha) caro (a) leitor (a), mas de uma coisa tenho certeza, conforme corrobora-me as Escrituras Sagradas, é que Deus é Soberano (Gn 1.1), Eterno (Gn 21.33) e sabe todas as coisas (Sl 139). No momento certo, Ele entrará em cena  e ajudar-te-á: "Porque desde a antiguidade não se ouviu, nem com ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu um Deus além de ti, que trabalhe para aquele que nele espera" (Is 64.4).

No Senhor,

João Paulo M. de Souza


quarta-feira, 24 de agosto de 2011

"Por cidade forte, e por coluna de ferro, e por muros de bronze"


Mesmo antes de  ser formado no ventre de sua mãe, Jeremias já havia sido conhecido de Deus. Ali, foi santificado às nações como profeta (Jr 1.5). Em seu ministério, o filho de Hilquias ficou preocupado, tímido e retraído com a sua comissão: "Ah! Senhor JEOVÁ! Eis que não sei falar, porque sou uma criança" (v. 6). Todavia, Deus o fortalece, dizendo: "Não digas: Eu sou uma criança; porque, aonde quer que eu te enviar, irás; e tudo quanto te mandar dirás. Não temas diante deles, porque eu sou contigo para te livrar, diz o SENHOR" (v.8). Depois destas palavras, o arauto recebe da parte do Senhor a Palavra: E estendeu a mão, tocou-me na boca e disse-me o SENHOR: Eis que ponho as minhas palavras na tua boca" (v.9).

O trabalho de Jeremias seria muitíssimo árduo (v. 10, 17). Porém, mediante Deus, seria como "cidade forte, e coluna de ferro, e muros de bronze, contra toda terra, e contra os reis de Judá, e contra os seus principes, e contra os seus sacerdotes, e contra o povo da terra" (v.18). Todos estes estavam em rebeldia contra o Senhor (v.16).

Será que, meu irmão, você não está numa situação semelhante à de Jeremias? Mas não se preocupe... Deus está contigo: "E pelejarão contra ti, mas não prevalecerão contra ti; porque eu sou contigo, diz o SENHOR, para ti livrar" (v.19).

Em Jesus,

João Paulo M. de Souza

domingo, 21 de agosto de 2011

Cinco atitudes que comoveram o coração de Jesus



Em Marcos 1.40-42, a Bíblia fala-nos acerca de um leproso. Este, em plena enfermidade, agiu de tal forma que conseguiu comover e fazer com que Jesus trabalhasse ao seu favor. Pelo menos, podemos perceber cinco atitudes louváveis do homem enfermiço: 

Ele aproximou-se (comunhão) de Jesus: “E aproximou-se dele um leproso...” (v.40; cf. 1 Co 1.9; Tg 4.8a; 1 Cr 28.9; Sl 73.28); 

Ele rogou (oração) a Jesus: “... rogando-lhe”... (v.40; cf. At 9.36-40; Jo 8.41-45; Lc 6.12; Dn 6.10; Sl 55.16, 17; 86.3);

Ele pôs-se de joelhos (humilhação) perante Jesus: “Pondo-se de joelhos diante dele” (v.40; cf. 2 Cr 6.13; 1 Cr 29.14; Sl 8.4; 144.3, 4; Jó 25.6);

Ele sujeitou-se (submissão) à vontade de Jesus: “... Se queres...” (v.40; cf. Mt 6.10; 26.42; Gn 1.1);

Ele acreditou plenamente (fé) em Jesus: “... bem podes limpar-me (v.40; Mt 9.20-22; 19.26; Hb 11).

Sempre é bom buscar comover o coração de Deus.

João Paulo M . de Souza

sábado, 13 de agosto de 2011

Deus não tem o culpado por inocente


Dia desses tive o dessabor de assistir a um vídeo chocante postado na internet. Nele, alguns jovens, precisamente em número de três, jogavam um certo líquido incendiário sobre um pobre e indefeso cãozinho. Como se  não bastasse atear fogo sobre o animal, ainda ficavam, satanicamente, comemorando o hediondo feito e sorrindo da situação deploratória. Depois de ver e analisar o video, lembrei-me da revelação escrita em 2 Timóteo 3.3, em que o apóstolo Paulo fala daqueles que, nos últimos tempos, seriam "sem afeto natural", ou seja, não sentiriam nenhum remorso pela maldade que fizessem a homens, a animais etc.

Mesmo que esses criminosos não sejam punidos pela justiça humana, certamente da de Deus não escaparão. Eles estão plantando o que mais tarde colherão: "Transtornados serão os ímpios e não serão mais" (Pv 12.7). "O SENHOR é tardio em irar-se, mas grande em força e ao culpado não tem por inocente" (Na 1.3).

Apesar disso, oremos por essas almas errantes, para que se arrependam dos seus pecados, confessando-os e encontrando a Verdadeira Vida, Jesus Cristo (Jo 14.6).

Em Cristo, 

João Paulo M. de Souza


sábado, 6 de agosto de 2011

Paixão e amor ardentes


"Um homem foi soterrado acidentalmente por uma barreira que desabou, e muitos estavam cavando energicamente para libertá-lo. No local, estava alguém indiferente, apenas contemplando o drama, quando foi informado: 'É seu irmão quem está lá embaixo'. Estas palavras operaram nele uma imediata mudança; no mesmo instante pôs-se a trabalhar febrilmente para resgatá-lo. Se realmente desejamos salvar nossos ouvintes da ira vindoura, é preciso que sintamos empatia, compaixão e ansiedade; em uma frase: paixão e amor ardente. Que Deus nos conceda tais sentimentos".

(Charles Haddon Spurgeon)