sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Uma breve descrição da armadura de Deus



Nós estamos vivendo tempos difíceis (2 Tm 3.1-5). A deturpação do caráter de muitas pessoas é notável, não restam dúvidas (2 Co 4.4). Todavia, em meio a situação tétrica atual, a Igreja de Cristo equipa-se com as armas que Deus dispõe (Ef 6.10-18).

Cinturão da verdade – um entendimento iluminado e um caráter firme (v. 14; Pv 8.7; 12.17, 19; 14.5, 25; Mt 5.18; Mc 1.8; Jo 1.17; 10.41; 14.6; Fl 4.8).

Couraça da justiça – uma vida santa para absorver a crítica e a perseguição (v.14; Gn 15.6; 6.9; 7.1; Ex 9.27; Lv 19.36; Sl 1.6; 5.12; Mt 1.19; 25.46; Fl 4.8).

Sapatos da prontidão para anunciar o Evangelho da paz – para marchas longas e árduas em obediência a Cristo, o nosso Comandante (v.15; Mt 4.23; 9.35; Mc 1.14; Lc 8.1; At 8.5; 15.35). 

Escudo da fé – para repelir os ataques malévolos do Inimigo (v.16; Mc 9.23; 16.17; Jo 14.1; Rm 10.17; Gl 5.22; Hb 11).

Espada do Espírito – a Palavra de Deus na mão, a Bíblia no coração e na mente (v.17; Sl 119; Hb 4.12; Mt 4.1-11; Is 40.8). 

Capacete da salvação – para proteger e guardar os nossos pensamentos, a fim de que sejam pensamentos para Cristo e não para servir objetivos pecaminosos e egoísticos (v.17; Fl 4.8; 1 Ts 5.8; 2 Tm 4.6-8; Hb 10.23).
Todos essas armas espirituais mencionadas devem ser fortalecidas pelo Senhor, através da oração (v.18; 1 Ts 5.17; Lc 18.1; Cl 4.2; 1 Pe 4.7).

Em Cristo,

João Paulo M. de Souza






Nenhum comentário: