sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

A infinitude da Palavra


“A toda perfeição vi limite, mas o teu mandamento é amplíssimo” (v.96)

“Todas as coisas têm o seu limite” (NTLH), isto é, apesar de os homens admirarem milhares de coisas que existem ou possam existir, elas são, por natureza, finitas: “A toda perfeição vi limite”. Toda sabedoria e todo conhecimento do homem, por mais profundos, consideráveis e bons que sejam, possuem limitações. “Vaidade de vaidades! – diz o pregador, vaidade de vaidades! É tudo vaidade” (Ec 1.2).

Ao contrário das coisas criadas, o mandamento de Deus é amplíssimo ou ilimitado (ARA)! “O seu mandamento se aplica a tudo” (NTLH). A explicação da Palavra do Senhor traz “luz e da sabedoria às pessoas simples” (v.130, NTLH). Por essa razão, disse o salmista: “Lâmpada para os meus pés é tua palavra e luz, para o meu caminho” (v.105).

Em Deus,
JPMS

Nenhum comentário: