segunda-feira, 10 de maio de 2010

Pequena reflexão sobre o amor de Deus


O amor é a excelsa virtude do fruto do Espírito, porque ele é a base de todas as outras virtudes (Gl 5.22). Nele, passamos a compreender quão grande é o amor de Deus, amor que excede todo o entendimento (Ef 3.19; Jo 3.16). O amor divino é representado pela palavra “ágape”, vocábulo grego que implica “amor sacrificial”, ou seja, amor extremamente profundo e duradouro. Algumas de suas qualidades e características encontram-se em 1 Coríntios 13.

A própria Bíblia diz-nos que Deus é amor: “Aquele que não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor” (1 Jo 4.8). E mais: “Nisto está o amor: não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou e enviou o seu Filho para propiciação pelos nossos pecados” (1 Jo 4.10). Também o apóstolo Paulo afirma:

"Já estou crucificado com Cristo; e vivo não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou e se entregou a si mesmo por mim” (Gl 2.20; cf. 1 Jo 4.19).

O Senhor Jesus Cristo, pela sua Palavra "viva e eficaz" (Hb 4.12), exorta-nos a amar: 

“Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam e orai pelos vos maltratam e vos perseguem, para que sejais filhos do Pai que está nos céus...” (Mt 5.44, 45). 

“E dizia Jesus: Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem” (Lc 23.34). Ele amou tanto o mundo, que resolveu se doar em prol da humanidade (Lc 2.7; Jo 1.14; 19.30). “Ninguém tem maior amor do que este [Jesus]: de dar alguém a sua vida pelos seus amigos” (Jo 15.13, grifo nosso).

Não existe maior graça do que esta em nós, os salvos: "O amor de Deus está derramado em nosso coração pelo Espírito Santo que nos foi dado" (Rm 5.5). 

Maravilhosamente amado por Deus,

João Paulo M. de Souza

Nenhum comentário: