quarta-feira, 26 de maio de 2010

Conhecendo as Sagradas Escrituras

Desde muito tempo, Deus procurou revelar-se ao homem por meio de suas obras, isto é, pela sua criação (Rm 1.20; Sl 19.1-6; 136.5, 6; Gn 1.1). Porém, chegou o tempo em que Ele achou por bem se mostrar ao ser humano de maneira diferente, de uma forma bipartida – através da Palavra escrita, a Bíblia, e da Palavra viva, Jesus Cristo (Jo 1.1, 14; 1 Jo 5.7). Entretanto, neste post, deteremo-nos apenas na Sua revelação por meio do Livro Sagrado.

A Bíblia habilita o cristão sobre os assuntos de Deus e do homem (2 Tm 2.15; Ef 4.13; ). Protege o homem quanto a diversos ensinos heréticos, a saber, doutrinas contrárias às Escrituras. O apóstolo Paulo aconselhou a Timóteo, dizendo: “Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina... porque fazendo isto, te salvarás” (1 Tm 4.16). O mesmo servo de Deus disse aos irmãos romanos: 

“Porque tudo que dantes foi escrito para nosso ensino foi escrito, para que, pela paciência e consolação das Escrituras, tenhamos esperança” (Rm 15.4). 

“Toda Escritura divinamente inspirada é proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça..." (2 Tm 3.16, 17). Portanto, somente o Livro Sagrado tem as respostas satisfatórias às perguntas dos que procuram o conhecimento de Deus.

A Bíblia foi escrita por pessoas diferentes, em épocas distintas. Contudo, é completa e perfeita. Sua unidade e harmonia mostram-se sublimes ante a complexidade das circunstâncias pelas quais atravessou para ser elaborada. Durante, aproximadamente, 1600 anos foi desenvolvida, tendo como escritores: pescadores, reis, estadistas, etc. Apesar de ter sido escrito por homens, o cânon das Sagradas Escrituras teve como supervisor, diretor e orientador supremo o próprio Deus.

A Bíblia é a própria Palavra de Deus revelada ao homem - Ela é a infalível regra de fé e conduta do cristão autêntico. Ela sobrepuja a consciência e a razão, sem ser, contudo, contrária a esta. É impossível alguém permanecer vivo espiritualmente sem se alimentar dos ensinos bíblicos: para crescer na graça e no conhecimento de Deus, é necessário atentar para o que está escrito no Livro: 

“Oh! Quanto amo a tua lei! É a minha meditação em todo o dia! Oh! Quão doces são as tuas palavras ao meu paladar! Mais doces do que o mel à minha boca” (Sl 119.97, 103).

Em Cristo,

JPMS

2 comentários:

Elton Morais disse...

Texto bastante edificante, devemos meditar dia e noite na Palavra de Deus (Josué 1.8).

Se permitir, posso colocar esse texto no meu blog?

Em Cristo,
Elton Morais

João Paulo disse...

Amado irmão Elton Morais,

A paz de Cristo!

Pode, sim, colocar este texto em seu blog, como também outros, se quiser.

"O SENHOR te abençoe e te guarde" (Nm 6.24).

João Paulo M. de Souza